E-mail

mail@portalin9.com

WhatsApp

(92994108080

Anúncio
Amazonas

Febre Oropouche é tema de Oficina do Ministério da Saúde em Manaus

Foto: Anne Alves/FVS-RCP

21/02/2024 23h15
Por: Portal In9
Fonte: Agência Amazonas
Foto: Reprodução/Agência Amazonas
Foto: Reprodução/Agência Amazonas

Foto: Anne Alves/FVS-RCP

Discussão das ações de Vigilância, Assistência e Pesquisa em Febre Oropouche é o tema de oficina promovida pelo Ministério da Saúde, com apoio do Instituto Leônidas e Maria Deane da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz Amazônia), nesta quarta-feira (21/02). A iniciativa contou com a participação da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas.

Continua após a publicidade

Com a palestra “Ressurgência da Febre Oropouche no Brasil: Experiência Amazonas”, a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, discorreu sobre o cenário epidemiológico da doença no estado, enfatizando o diagnóstico laboratorial para arboviroses realizado pela Fundação.

“A FVS-RCP realiza, desde 2021, o monitoramento por meio de diagnóstico laboratorial para arboviroses, que inclui o resultado de exame para dengue, zika, chikugunya, Febre Oropouche e Febre Mayaro. E, dessa forma, identificamos um cenário epidemiológico diferente do que ocorre em outros estados, com a positividade maior para Febre Oropouche do que dengue”, informou Tatyana.

Foto: Reprodução/Agência Amazonas
Foto: Reprodução/Agência Amazonas

Foto: Anne Alves/FVS-RCP

Para a diretora do Departamento de Doenças Transmissíveis, da Secretaria de Vigilância e Ambiente (SVSA), Alda Maria da Cruz, a expertise da vigilância estadual do Amazonas é importante para compartilhamento coletivo para construção de novos processos de trabalho.

“Amazonas conseguiu identificar, de forma oportuna, que muitos dos casos notificados para dengue era, na verdade, de Febre Oropouche. Então, essa reunião tem essa perspectiva de desenharmos a nossa estratégia de investigação dessa doença para que possamos, em critérios científicos, estabelecer rotinas para o futuro”, reforçou Alda.

A oficina contou com a organização do Ministério da Saúde, por meio da SVSA, e da Fiocruz Amazônia, além de contar com a participação de técnicos especializados do Instituto Evandro Chagas, da Fiocruz Rondônia, da FVS-RCP, Secretaria Municipal de Saúde de Manaus e Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Amazonas.

Foto: Reprodução/Agência Amazonas
Foto: Reprodução/Agência Amazonas

Foto: Anne Alves/FVS-RCP

Casos da doença no Amazonas

Conforme o boletim do cenário de arboviroses no Amazonas mais atualizado, com dados até 15 de fevereiro, foram confirmados, por critério laboratorial, 1.258 casos para Febre Oropouche. Os dados da doença constam no Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL).

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias